O Feng Shui e o caos : A música do Universo

O Feng Shui e o caos

"Vigie seus pensamentos, porque eles se tornarão suas palavras,
Vigie suas palavras, porque elas se tornarão seus atos.
Vigie seus atos, porque eles se tornarão seus hábitos.
Vigie seus hábitos, porque eles se tornarão seu caráter.
Vigie seu caráter, porque ele se tornará seu destino."
(Autor Desconhecido)
0728.flores_2D00_armonizar_2Por esses dias tomei consciência que a visão, mesmo em pensamento, de meu local de trabalho me causa mal estar. Até chegar à minha mesa sinto a desarmonia do ambiente invadir minha mente e quando sento, ou melhor, desabo na minha cadeira, percebo o desequilíbrio das poderosas forças da natureza bem ali diante dos meus olhos, na imagem de um amontoado de papel e nos post-it grudados à minha volta. É como se todo o mau chi* do Universo estivesse ali, bem diante de mim. A imagem do caos. Desesperador!

Enquanto olhava desolada o cenário desagradável, com a amarga sensação de que todas as dores do mundo estão avolumadas na minha mesa de trabalho, um reboliço de pensamentos aleatórios ia criando forma e significado no submundo da minha mente. Foi quando tive um insight. No aparente caos de meu interior entendi a profundidade dessa arte milenar chamada de feng shui. Eu não tenho grande conhecimento do assunto, mas minha mente se encarregara de fazer as conexões necessárias para que surgisse a luz.

O ponto é que tudo na filosofia do feng shui, do taoísmo, I Ching, acupuntura, está relacionado a equilíbrio, harmonia, beleza. Circular entre as duas forças que regem o mundo - o bem e o mal -, sem se deixar afetar, é uma arte que obriga à posse do conjunto certo de qualidades, ou um certo jogo de cintura. Cinco qualidades, ou energias, para ser exata.

Em primeiro lugar: amor. Ame seu próximo, seu trabalho, suas coisas, tudo. Depois estude. Muito! Pois o conhecimento nos leva ao crescimento pessoal, expande nossa consciência, nos dá a compreensão do todo, o que nos leva à terceira qualidade - a confiança, seguida do rigor, traduzido na força para arregaçar as mangas e ir à luta, e finalmente a sabedoria, o saber agir, dominar a arte da política, começando por ser tolerante com as limitações dos outros.

Perceba que se forma um círculo. Manter-se dentro dele e desses princípios é uma luta constante, onde o livre arbítrio é o fator determinante no bom uso dessas qualidades, no zelo de suas aplicações. Independentemente de todo o estudo e conhecimento envolvendo o feng shui, há formas simples de usar o princípio básico que o comanda, a harmonia, e trazê-la à nossa vida num piscar de olhos.

Não duvide de que o desequilíbrio está na nossa mente. Assim como amontoamos objetos, roupas e papelada que com o tempo viram cacarecos inúteis que insistimos em preservar, também acumulamos imagens, pensamentos, recordações desagradáveis que poderão desaguar numa depressão, desgosto, desamor, desesperança. É aqui que entram os artifícios que nos emprestarão a energia necessária para arregaçarmos as mangas e mudarmos o cenário, os pensamentos, tudo o que nos incomoda. Lembre-se! É da desordem que nasce a ordem e pequenas mudanças podem gerar resultados expressivos. Escutou o bater das asas de uma borboleta?

É esclarecedor que os chineses falem "desarmonia" quando se referem a doença. As agulhas da acupuntura harmonizam o corpo. O palavreado que usamos é assim importantíssimo nesse processo de encontrar a serenidade pelo equilíbrio, até mesmo em pensamento. Palavras feias, negativas, viram maus costumes, emoções e sentimentos desarmoniosos que têm profunda implicação na vida, afetando a nossa forma de agir, repelindo as pessoas, nos desviando das oportunidades, isolando-nos do mundo.

Certo conhecido meu percebeu que tinha o péssimo costume de exclamar “Que porcaria!”. Tomou a inciativa de substituir a desagradável expressão por “Que belezura” ou “Quanta riqueza” e assim deixou de ver porcaria por todo o lado. Não é o que todos queremos? Cercarmo-nos do belo? Pela mesma razão as pessoas usam truques com a maquiagem e as roupas, para harmonizarem o visual. O mesmo artifício pode ser usado no ambiente em que vivemos.

Vejam que comecei expressando a indisposição que me causa o ambiente físico em que trabalho. Imaginem agora que uma boa fada surge, por encantamento, com sua varinha mágica. Uma sacudidinha e os móveis mudam de lugar. Lá está a planta de galhos verdes que eu sempre imaginei na sala de entrada, as flores coloridas que perambulavam na minha imaginação deram o ar de sua graça, assim como o quadro em preto e branco de uma megalópole futurista que eu desenhei mentalmente e por último a minha mesa, livre dos odiosos papéis e com o perfume sutil das mimosas rosas brancas resplandecendo a claridade que espreita na janela e... Nossa! Esse é aquele meu ursinho de pelúcia?

Posso antecipar o efeito de tal transformação usando apenas a minha imaginação e o melhor é que fazer acontecer efetivamente só depende de mim. Sabe aquela sensação de entrar num lugar e sentir-se feliz sem nenhuma razão aparente? Essa é a harmonia do feng shui. Uma filosofia muito simples e lógica com nuance de ciência surgida da observação.

Trabalhar ou morar num ambiente que nos passa essas sensações, esses bons sentimentos, cercados por objetos e cores que apreciamos ou que, por alguma razão, têm uma simbologia pessoal, ou porque nos lembram episódios felizes ou pessoas que gostamos e admiramos, é inspirador. Seremos mais produtivos, cheios de energia, bem humorados... Felizes!

Sempre experimenta uma certa amargura quando pega sua caneca preferida e vê a parte lascada? Jogue fora sem dó. Sentimentos, sensações negativas puxam outras e outras e logo estamos afundados num mar de negativismo, pior, num mar de lágrimas, e a culpada? Uma caneca mais velha que o pijama surrado que você está usando. Credo? Pois é! Jogados na lama por causa de uma porcar... uma "belezura" de uma lasca que pela ordem natural das coisas e das circunstâncias, tem todo o direito de existir. Como é fácil nos deixarmos derrubar!

Entendeu agora a importância de saber relevar o que não é realmente importante? Como é bom sentir confiança no seu taco? A energia percorrendo suas veias enquanto você corre atrás de seus objetivos ao invés de permanecer choramingando pelos cantos, culpando o cachorro e o papagaio do vizinho pelas noites mal dormidas? O que é mais importante que a sua felicidade?

- As roupas do ex que permanecem penduradas no guarda-roupa? O colar de borboleta horrendo que ganhou de presente daquela amiga que você passou a duvidar se seria mesmo amiga?  O bilhetinho  com a impressão dos lábios da namorada gostosa que não hesitou em trocá-lo pelo gorilão  suado que desfila pelo clube de bermuda  grudada (Eca!)? O quadro monstruoso que seu marido lhe deu de presente e você até hoje pensa no que não faria com o dinheiro que ele gastou com tamanho traste? Enfim, jogue no lixo, dê pra caridade, faça tiro ao alvo, uma bela fogueira, o que for, apenas descarte tudo o que o deixa triste, irritado, desmotivado. De uma assentada só. Sem dar margem a pensamentos, lembranças e choraminguices. Jogue!

Flores para harmonizar o ambiente
Feng Shui e a desordem

0 comentários :

Postar um comentário

Este espaço é seu.
Deixe sua opinião ou se preferir conte uma história. Peço apenas que seja educado.
Obrigada, volte sempre.


Related Posts with Thumbnails